Você só serve pra ser bonita. Get over it!

Letícia F. July 8, 2012 32

Eu juro que no meu mundo de faz de conta eu não tinha ideia do quão ~importante~ a aparência física é para as mulheres. Eu sempre meio que caguei pra isso (mentira, sempre caguei muito), então essa realidade era muito distante de mim. Nunca quis sentir dor e/ou gastar uma grana pra ficar dentro desse padrão bizarro e irreal das revistas. Na adolescência eu tinha algumas amigas patricinhas e muito vaidosas, mas nunca foi a minha galera, sabem?

Por isso, nunca fiquei ligada nessas coisas.

Até que comecei a escrever aqui, a ler mais e a observar criticamente o que tem por aí. E é um desespero diário.

A cada minuto chegam links e eu vou me surpreendendo mais e mais por parecer que nós, mulheres, só servimos para… sermos bonitas. E daí vem a demonização da “feiura”: se você não é atraente, amiga, se fode aí, você não serve pra nada!

Não é piração.

Quer ver?

pillow Você só serve pra ser bonita. Get over it!

 

Entendeu qual a vibe?

Um cara pode ser ~o homem do ano~ e sair na capa da Time. Mulher? Ah, vai sair pelada na capa da Playboy!!! Não é pra isso que você veio ao mundo?

Ainda não se convenceu?

O You Pix (prêmio da panela internet brasileira) tem duas categorias que demonstram isso muito bem, a “Sou Foda” e a “Sou Linda”. O “linda” eu não preciso explicar, pois já está no feminino. Mas lógico que uma mulher pode ser foda, não?

Não!!!

Eis a explicação das categorias:

“Sua Linda” do Ano – a musa mais gata/gostosa/simpática/inteligente/fodona da Internet brasileira.

“Sou Foda” do Ano – o muso wébico mais avassalador e fodão da internerd brazuca.

Sentiram que o homem não precisa ser gato e gostoso?

E, de fato, só havia homens entre os finalistas do “foda”. O vencedor do prêmio foi o Maurício Cid, do Não Salvo.

E é essa a nossa vida. E tem gente que ainda diz que o feminismo não tem mais nada para lutar…

Ah, quem quiser se aprofundar no assunto, o livro mais indicado para tanto é O Mito da Beleza, de Naomi Wolf. Ele pode ser encontrado em sebos e aqui, em pdf.

PinExt Você só serve pra ser bonita. Get over it!

Compartilhe!
  • more Você só serve pra ser bonita. Get over it!

32 Comentários »

  1. Kitty July 8, 2012 at 15:47 - Reply

    Eu já tinha reparado isso.
    Não tem noção como é difícil ter mais de 40 anos e conseguir emprego, mesmo tendo formação e mba. Realidade da minha mãe. E eu a considero altamente capacitada.
    No meu caso, que faço engenharia, as pessoas olham torto para engenheirAs. Não as acham capazes de fazer as mesmas coisas ou até melhor que os homens.
    Essa é nossa realidade diária. Ainda bem que eu fugi dessa armadilha ;D

  2. Li July 8, 2012 at 16:13 - Reply

    Na época que eu estava na escola (ensino médio e fundamental) eu não percebia tanto isso, mas ao chegar no cursinho que me ficou muito claro o que era esperado das meninas. Em um ambiente como esse, para estudar, me lembro de um professor reclamando que as alunas só vão de moletom pro curso e não se arrumam como quando vão a uma festa. Olha que absurdo, vcs não estão enfeitando o ambiente como deveriam, como papel de vcs na sociedade! Mas é claro que tínhamos que levar isso na brincadeira né.

  3. M.Holmes July 8, 2012 at 19:42 - Reply

    Quando eu morava na Inglaterra e trabalhava em lanchonetes, no máximo passava um batom. Mas quando retornei ao Brasil e comecei a trabalhar como professora num curso de inglês, fui “obrigada” a ter que me maquiar todos os dias devido a pressão até mesmo do próprio coordenador e dos donos do curso. Cheguei a ser até ridicularizada algumas vezes. E o mais engraçado de tudo é que toda essa cobrança veio de homossexuais (nada contra, mas a maioria se puder acabar com a autoestima das mulheres que convivem, eles fazem!) e outras MULHERES. Ou seja, devemos pensar antes de criticar ou ridicularizar nossas colegas, amigas, irmãs, mães e etc por causa disso. Não que esteja culpando as mulheres, mas o que vejo no dia-a-dia é que a maior cobrança vem de nós mesmas. Acredito que a mudança só virá quando tomarmos consciência do problema e nos focarmos mais em sermos nós mesmas do que sermos meras “Barbies”.

    • Juliana July 12, 2012 at 18:32 - Reply

      Cara, esse teu parenteses me lembrou dum emprego meu. Tinha um gay que me olhava COM NOJO. Qdo eu fui apresentada a ele, disse “prazer, fulano” e me deu um sorrisinho falso. Eu fiquei só uma semana lá pq nao me adaptei, mas fico imaginando como seria se ficasse mais tempo com aquele homem a me olhar daquele jeito, parecia inveja, sei lá. Eu achava que era noia minha, mas to vendo que não. Muitos gays são altamente misoginos

    • Juliana July 12, 2012 at 18:37 - Reply

      Acho que estou sendo injusta pq ele era um dos vários gays num salão de beleza e (pelo que lembro) era o único que me olhava daquela forma. Não quero generalizar

  4. Vanessa July 9, 2012 at 06:31 - Reply

    Nessa época de robotização o meio mais fácil de entrar em um relacionamento vazio e alienado é a beleza. Meninas querendo conquistar “agro-boys” de carros importados e os mesmos querendo as mais saradas, e quanto mais curto for o vestido, mais fácil de tirar.
    Por isso que eu prefiro morrer solteira a me submeter a esse sistema, e sexo… Ahh, se eu tiver com vontade mesmo, estudei, tenho um bom emprego e grana o suficiente para pagar alguém que me satisfaça. Desculpa a franquesa. Mas a maior parte dos homens não passam de moleques, e alguns deles são tão pobres, tão pobres que a única coisa que tem para mostrar a mulher/alvo é o dinheiro.

    • Letícia F. July 9, 2012 at 22:49 - Reply

      Tem homem bacana, também, moça. Não desista dessas gracinhas. ;)

  5. Fabiane July 9, 2012 at 15:41 - Reply

    Eu sofri minha vida inteira pra provar minha capacidade, mas parece que é inútil. Tô aí fazendo mestrado, de olho num doutorado, mas parece que minha cara é o mais importante sempre. Pra tudo. Vou ser daquelas pessoas que vai ter 985769847 títulos e vai morrer infeliz porque é feia.

    • Letícia F. July 9, 2012 at 22:48 - Reply

      Fabiane, você também pode mudar a SUA perspectiva do que é belo. Foi o que fiz.

      • Fabiane July 10, 2012 at 11:47 - Reply

        E como se faz isso se as gurias que eu acho bonitas são todas out of my league?

        • Letícia F. July 10, 2012 at 15:42 -

          out of your league como? não vão te pegar?

          você dá muita importância à aparência física, Fabiane…

        • Fabiane July 11, 2012 at 20:21 -

          Não sou eu que dou importância excessiva à aparência. São os outros, e é justamente ESSE o problema.

        • Letícia F. July 11, 2012 at 22:18 -

          Tenho que discordar, Fabi. Você sempre traz esse assunto à tona. Eu não sou bonita e não fico remoendo…

    • Juliana July 12, 2012 at 18:54 - Reply

      Uma coisa muito chata que eu li da Fabi: uma tal moça disse que é “dificil ser bonita” e Fabi disse algo como “experimenta ser feia, porra”

      Pow, uma coisa não desmerece a outra. Como uma leitora aqui falou, ela é bonita e os empregadores nao a levam a sério PORQUE É BONITA, então acham que ela deve ser uma desmiolada, etc
      Da mesma forma que não se encaixar num modelo padrão, ou não ser vaidosa, também é dificil.

      Tem gente que reclama que é gorda, mas eu também reclamo pq sou magra e pareço um palito sem curva alguma.

      Não sei se estou fazendo sentido… É que fica parecendo um “cala a boca, meu problema é maior do que o seu, então pq tá reclamando?”
      Poxa, cada um sabe o peso da cruz que carrega, ué!

      E Fabi, te adoro de montão, espero que nao fique mal pelo meu comment!Bjos

  6. Vivian July 10, 2012 at 10:27 - Reply

    nossa muito difícil essa cobrança toda…
    mesmo sendo feminazi eu ainda tenho 5 pés atrás com minha auto-estima que eu tenho certeza que são coisa de menininha!é muito difícil sair dessa lógica…
    Marquei um encontro com um ex que eu não via há tempos hj e tô super pensando o tanto que eu engordei, ou que agora meu cabelo tá curto e já não é tão sedutor como antes..sei lá.

  7. Vivian July 10, 2012 at 10:28 - Reply

    mimimi?

  8. Bruno July 10, 2012 at 19:41 - Reply

    É claro que as mulheres nasceram para isso! Para fecundar os homens que não foi. Se as mulheres querem tanto o título de mulher foda do ano, então crie o seu, não venha querer tirar o dos homens, que foi conquistado durante todos esses anos pela guerra, trabalho e suor, enquanto as mulheres ficavam em casa cuidando de monstrinhos chamados filhos.

    Por que vocês mulheres, que se acham tão inteligentes, não criam uma revista de mulheres inteligentes, ficam só esperando até que algum homem (claramente inteligente) a crie para que vocês apareçam? (Olha só, estou eu aqui dando uma dica de negócios para as mulheres. Espero que aproveitem!)

    Além do que, é necessário muito talento para esculpir e cuidar de monumentos como o traseiro de Beyoncé. Claramente, o talento de uma mulher está ligado a sua forma física. Quanto mais ela se preocupa com o corpo, mais ela se mostra uma pessoa útil e preocupada com a situação mundial.

    Fica a dica, mulheres!

    • Letícia F. July 10, 2012 at 19:54 - Reply

      hahahahah espero que isso tudo tenha sido irônico.

      • Bruno July 10, 2012 at 21:41 - Reply

        Irônico é você defender a igualdade e fazer chacota com a minha opinião. Eu gostaria que você respeitasse e se posicionasse afinal de contas é bom termos uma opinião diferente para argumentar.
        Dá para me levar a sério agora?

        • Letícia F. July 10, 2012 at 22:12 -

          A sua opinião por acaso defende a igualdade?

    • Ligia July 10, 2012 at 21:40 - Reply

      A coisa mais engraçada desse mundo é homem idiota tentando fazer sentido, kkkkkkk, fico com o riso froxo o dia inteiro.

    • Juliana Machado July 11, 2012 at 22:37 - Reply

      Sabe o que eu acho que uma pessoa deve fazer com a sua dica de negócios que tenta ser sarcástica e é só pouco inteligente, com a sua concepção torpe e totalitária do que é a beleza feminina e o seu senso de “respeito à minha opinião” que nada mais é que um muro pra destilar preconceito puro? Engolir, junto com o imbecilismo. Um coração pra provar como eu sou “respeitosa” com intolerantes: <3

  9. Bruno July 10, 2012 at 22:54 - Reply

    Acabaram os limites de replies, então continuo aqui. Meu comentário nunca visou defender a igualdade, visou apenas mostrar o meu ponto de vista, que para mim não faz sentido as mulheres reclamarem que não recebem prêmios por grandes feitos, sendo que a grande maioria das mulheres só se importa em ficar mais gostosa. As revistas “feitas para mulheres” só falam de fofoca, visual e coisas fúteis, porque é isso que vende. Não existe nenhuma revista sobre mulheres de sucesso, então por que não se cria uma? (segunda vez que eu digo isso ein! Olha eu entregando o pote de ouro..) Será que existem mesmo tantas mulheres que lutam assim? Cadê elas? Eu vejo muita gente reclamando e pouca gente fazendo algo.

    Se o mundo hoje favorece o homem, porque o homem é mostrado sempre como a cabeça e a mulher como a bunda, não é porque o homem é ruim e cruel, é porque a maioria das mulheres não estão nem aí para se tornar algo mais que isso. Essa postura faz com que minha opinião sobre as mulheres se torne como ela é, e faz com que eu não acredite que as mulheres sejam mais inteligentes. Do jeito que os homens se perdem por vocês, o mundo já era pra ser seu faz tempo.

    Repito: eu não estou defendendo a igualdade entre os sexos, então não me cobre por isso. Estou defendendo o direito de ter a minha opinião respeitada como visitante e comentador do seu blog, o que não tem nada a ver com sexo.

    E o grande talento que eu vejo na Beyoncé é só o traseiro mesmo.

    • cemmaisum July 10, 2012 at 23:00 - Reply

      Bruno, mas eu tenho uma política aqui, que inclui não aprovar comentários machistas.

    • Henrique Índio do Brasil July 10, 2012 at 23:46 - Reply

      As pessoas confundem o direito a ter opinião e expressá-la com o inexistente direito de ser preconceituoso, machista etc.

    • Str July 11, 2012 at 12:33 - Reply

      Bruno, pode crer que existe mulheres que lutaram e continuam lutando por aí. A discussão é por que se faz questão de perpetuar essa ideia machista de mulher bela/homem inteligente, quando há muito mais para ser mostrado. Você mesmo parece ser daqueles caras que só veem o que a grande mídia mostra, se não, não diria o que disse.

      Se a imprensa não dá destaque aos nossos feitos, não é pq eles não existem e sim porque muitas coisas são culturalmente aceitas como verdade e acabam gravadas na cabecinha de várias pessoas. Essa é, justamente, uma das causas feministas. Mostrar que mulher é mais que bunda e peito. Se lutamos para isso, veja só, é que nem todas aceitam as coisas que vc aceita como normais. Que tal uma busca no Google para descobrir mulheres que estão trabalhando em várias causas ao redor do planeta?

  10. Alda July 11, 2012 at 10:15 - Reply

    Nossa só tenho uma palavra para este Bruno: BOÇAL
    Tenho pena das mulheres que estão na vida de homens feito esse cara.

  11. Greice July 11, 2012 at 22:14 - Reply

    Parabéns, ao comentário do Bruno, e a hipocrisia da humanidade. Parabéns também, às mulheres machistas, e aquelas outras, que querem parecer bonecas, ou divas americanas, irreais no caso. Tudo bem, o preconceito é grande, bem grande, e vejo muitas mulheres dando gás a ele. Ok, andar apresentável, pelo menos a maior parte do tempo, por que nossa aparência é nosso cartão de visita. Mas porque diabos tantas mulheres querem parecer divas de plástico só por um padrão estúpido? Vivemos em uma cultura patriarcal, que vem de séculos, e não acusando ninguém, mas defendendo a minha opinião, vem principalmente das religiões. Eva saiu da costela de Adão, após Lilith, feita do mesmo barro que ele, ter sido expulsa do paraíso por querer se igualar a ele. Nosso único Deus é um homem, Jesus veio para salvar a humanidade, e Maria apenas para pari-lo. Se analisarmos os últimos 60 anos, quanta coisa conquistamos? Sim, falta muito pra chegar a igualdade, mas creio que andamos a toda velocidade. Afinal, algumas décadas de luta, proporcionaram um crescimento que o machismo não conseguiu em séculos. Acho que as unicas responsáveis por derrubar essas atitudes machistas e padrões somos nós, mulheres, simplesmente não aderindo à eles. Aceitei minha barriguinha, meus peitos caídos, meu cabelo desgrenhado, meu corpo tem pêlos, tenho hormônios descontrolados que vão deixar minha pele estranha e com acne, gosto de usar tênis, me acho linda senão estiver com uma mascara de pó compacto, 10 camadas de rímel, e um batom incrivel, depois de ter tido uma adolescência obcecada por aparência. Claro que as vezes tenho vontade de me arrumar, mas sem neura. Sou de verdade, com todos os defeitos previstos, e estou feliz. Porque acredito que temos potencial para mudar isso. E acredito que existem homens que procuram por mulheres de verdade, e não bonequinhas, e esse tipo de pessoa que gosto de ter por perto, gente que goste da minha cabeça, e não da minha bunda, e tenho tido uma vida sexual incrivel, obrigada. Sei que é dificil, mas não impossivel, já queimamos o sutiã, conquistamos a liberdade sexual, decidimos quando ter filhos, conquistamos o mercado de trabalho, nos divorciamos, nos sustentamos sozinhas, somos independentes. Acho que o tabu da aparência não vai ser tão difícil de ser vencido, se quisermos.

  12. stripolias July 11, 2012 at 22:40 - Reply

    Cara, eu sou bonita. Não estou me gabando, mas eu tenho algumas características do padrão de beleza comum. Sou magra, bundão, coxão, barriguinha (mas alguém liga pra isso quando se tem os dois anteriores?). E sou vaidosa. Gosto de maquiagem, salto alto, roupas, etc.
    Aí vocês me perguntam – qual o problema? Aff, tá sambando na cada das pessoas do blog?
    Não. O problema é esse: Sou jornalista. Faço pós-graduação, falo quatro idiomas fluentemente. E, MESMO ASSIM, quando eu vou entrevistar alguns tipos, eles ainda olham para mim como o primeiro perfil que eu descobri. E aí, o que acontece? Toda minha “credibilidade”, a mulher que luto para ser, a FODONA, cai por terra. Esse ano até parei de fazer luzes loiras no meu cabelo – porque andei lendo que morenas transmitem mais credibilidade. E assumi óculos – para realmente mudar minha imagem. Porque infelizmente a imagem influi muito, né? E como conciliar minha vaidade com a mulher inteligente e bem-sucedida, competente em minha carreira que quero ser?
    é foda ter que ficar provando isso. É foda.É chato pra caralho.

  13. stripolias July 11, 2012 at 22:42 - Reply

    ah, claro, não que eu seja uma beldade, mas sou do ‘padrão’. Não sou modelo-tipo-gostosa-da-TV ou da passarela, antes que venha algum chato cobrar uma beleza que, por razões óbvias, eu não tenho.

  14. Anonymous August 26, 2012 at 02:17 - Reply

    Você defende as "Feias" Eu como Homem defendo Os Gordinhos, os Baixinhos, Mgrelos, Deficientes Físicos…………Tamos quites certo?

    • Letícia F. September 16, 2012 at 17:27 - Reply

      Eu defendo todo mundo, na verdade.

Comente »