Eu na Revista O Globo

Letícia F. July 25, 2012 105
Eu na Revista O Globo

Publicado em 30 de agosto de 2011 no Cem Homens.

O jornalista Gilberto Scofield me entrevistou há algumas semanas e fez uma reportagem bacana na Revista O Globo de hoje. A ilustra está muito fofa.

Leiam!

Primeira parte

Segunda parte

 

Compartilhe!
  • more Eu na Revista O Globo

105 Comentários »

  1. Iolanda October 30, 2011 at 11:37 - Reply

    Falaram de você na Playboy tambem né ? Gostei :]
    amo o seu site desde que descobri ele olho ele todo dia *-*

    • Letícia F. October 30, 2011 at 11:41 - Reply

      Na Playboy que tem a Adriana na capa, né?

      • Gizeli Moraes October 31, 2011 at 20:36 - Reply

        Adorei sua aparição no Globo e na Playboy tbem foi super legal. Vc merece todo esse feedback já que mesmo quando as mulheres já falam tanto de sexo ainda é grande o preconceito inclusive no meio feminino. Vc é brilhante Letícia! Adoro sua clareza de ideias!

  2. Pah October 30, 2011 at 11:40 - Reply

    Muito legal. Adorei. Beijos

  3. Bruno S October 30, 2011 at 11:45 - Reply

    Muito boa a matéria.
    Quando tem um jornalista sério envolvido, o resultado é outro, não?
    Gosto muito do trabalho dele e passei a respeitar ainda mais quando ele publicou um artigo explicando o porquê de não ser mais correspondente em washington.

    • Letícia F. October 30, 2011 at 11:52 - Reply

      Bruno, eu acompanhei a história do Gilberto. Era leitora do blog dele no site do Globo. Namorado tem até o livro dele sobre a China!

      Também o acho corajoso por expor a história pessoal dele.

  4. Toni Queiroz October 30, 2011 at 11:55 - Reply

    Gostei. Muito legal!!
    Beeeijooos!!

  5. Janaína October 30, 2011 at 11:59 - Reply

    Muito legal Letícia, Parabéns!!! Adoro seu blog, muito atual e verdadeiro!!!

  6. Roberto Lima October 30, 2011 at 12:12 - Reply

    Muito legal a reportagem… bem profissional. Aliás, como toda reportagem deveria ser.

  7. Menina October 30, 2011 at 12:42 - Reply

    Gostei da entrevista, embora o texto tenha mais resumo da conversa de vcs. Interessante e adoraria ver algo mais “longo”. Achei uma ótima apresentação do blog e da Letícia.

    • Letícia F. October 30, 2011 at 12:47 - Reply

      É difícil ter muito espaço num jornal/revista, Menina. E acho que já foi bem grande – uma dupla e uma simples.

      Beijo

  8. ARI October 30, 2011 at 12:43 - Reply

    Parabéns Letícia, pelo reconhecimento legítimo do seu trabalho! Sucesso. Bjs, Ari

  9. Blog da Nanda October 30, 2011 at 12:56 - Reply

    Parabéns pela matéria! Adoro seu Blog.

    Bjs,

    Nanda
    http://www.blogdananda.com

  10. in8 October 30, 2011 at 12:57 - Reply

    Bem… Li sua matéria hoje na “Revista” e te digo que vc ganhou um novo leitor, a muito nao vejo um pessoa expor assuntos que todas as outras antes sentissem “medo” de falar, você agora pode inspirar as pessoas a fazerem as escolhas certas em um relacionamento, com sua troca de experiencias, e mudar a cabeça de certos “homens” por ai…

    E antes que eu me esqueça rsrs, sou um homen esperando nao ser como os outros e querendo aprender mais sobre vocês mulheres que são umas das coisas que eu mais amo na vida rsrs…

    Exelentes posts continue assim…

    IN8…

  11. Carol October 30, 2011 at 13:02 - Reply

    Parabéns pela entrevista…eu adorei….

    um bjo

  12. Teresa October 30, 2011 at 13:27 - Reply

    Eu também adorei! Reportagem bem sensata e sem o sensacionalismo besta de outras reportagens a seu respeito. Eu já gostava do Gilberto Scofield Jr. por citar o namorado em reportagens para ilustrar problemas que muita gente passa: a situação do visto do namorado nos EUA e como o atraso de no recebimento dos móveis vindo dos EUA estava afetando os dois. Coisa rara ver um homem falando tão abertamente de um namorado e contando como ele faz parte da sua vida. Bruno S., fiquei curiosa também pra saber que artigo foi esse em que ele explicou por que deixou de ser correspondente. Vou procurar.

    • Letícia F. October 30, 2011 at 13:28 - Reply

      O problema foi o visto, Teresa. Ele não quis submeter o marido aos problemas com a imigração. Eles agora moram aqui em São Paulo.

  13. Ana luisa October 30, 2011 at 13:50 - Reply

    cara, primeiro queria te parabenizar pelo blog! eu soube do blog, atraves da revista da globo mesmo.. e tipo, me fez pensar tanta coisa sabe.. eu sou lésbica, assumida. Mas vivo em um meio onde existe muito sexo casual, hoje existem muitos casais heteros procurando por mulheres bi, ou lesbicas mesmo. Muita gente critica, eu não pratico o sexo casual com casais. mas seu blog me fez relembrar que na nossa sociedade machista, o sexo casual é coisa de quem não tem Deus, ou não tem um homem pra amar.. isso é ridiculo. apesar de acreditar no amor por uma pessoa apenas.. acredito também que o sexo casual é pra pessoas bem resolvidissimas! sou estudante de psicologia, e isso me fez pensar muito no assunto.. mais uma vez..parabens!

  14. Giselle October 30, 2011 at 14:23 - Reply

    Adorei a reportagem! Muito interessante e me deixou bem interessada em te seguir!!! (rsrs)

  15. Thiago P October 30, 2011 at 14:26 - Reply

    Legal! Parabéns!

  16. Fabi October 30, 2011 at 15:48 - Reply

    Adorei a entrevista, o cara é realmente mto legal.
    Eu relamente ja imaginava q o blog tomarias proporçoes bem maiores q as suas pretençoes. Parabens Le
    Acho q mta coisa q vc escreve como jornalista deve ser um sucesso, e otimo ler vc.

  17. Priscilla Brito October 30, 2011 at 16:48 - Reply

    Oi, Letícia! Sempre acompanho o seu blog quietinha, mas achei a reportagem bem bacana e aproveitei pra divulgar no meu blog novo: http://www.audaciadaschicas.com/2011/10/blogueiras-que-agitam.html

    Beijos :)

  18. hannah October 30, 2011 at 16:58 - Reply

    ah, que linda! e devia estar mais ainda nesse vestidinho! beijo!

  19. Digo o que penso October 30, 2011 at 17:34 - Reply

    Voçê é uma vagabunda, nem cachorra vira lata de rua dá tanto a buceta quanto vc. Voçê deva fazer isso porque é uma mal amada e não se respeita mais, quer se igualar a uma égua rodada. Voçê não é mais uma mulher e sim e sim uma laranja que os homens chupam e jogam fora e que já se reduziu ao nada!

    • Letícia F. October 30, 2011 at 17:41 - Reply

      Opa! Adoro ser chupada.

      • Cyntya Duarte October 30, 2011 at 18:59 - Reply

        kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      • Rodrigo October 31, 2011 at 14:07 - Reply

        Chorei de rir com essa!!!!

        • Ly October 31, 2011 at 14:40 -

          Opa!!! Também adoooooooooooro ser chupada!!!!!

      • PH October 31, 2011 at 21:00 - Reply

        Posso polemizar??

        Já ouvi algumas mulheres dizerem isso… Mas porque a maioria exige (ou quase) um atestado de bons antecedentes com carimbo governemental em suas 113 vias para permitir a um homem (que goste) que lhes proporcione este prazer?? Quer dizer, sendo apenas sexo pelo sexo, mantendo o respeito e o bom gosto, não bastaria um oferecimento?? Tipo ?? Alguma outra necessidade que não comprreendo? Parece-me as vezes, ao ler posts como leio por aqui nos comentários, que o comportamento é um no virtual e outro no real…. Muitas mulheres dizem gostar de ser chupadas, mas só aceitam ser chupadas se for por alguem que conhecem nos ultimos 13 anos e que tenha prometido (com garantias) algum tipo de fidelidade… Já pensou que legal, (para nós homens ao menos) poder oferecer uma chupada a uma estranha no ônubus inter estadual?? Uma vez ganhei uma… sempre quis retribuir, mas nunca encontrei a quem… Pode uma coisa dessas?? Num é mesmo um absurdo?? :-) ))

        Blog bem divertido!!! Gostei daqui.

        • suelifeliz July 25, 2012 at 15:10 -

          Nossa 13 vias pra uma chupada??? Todas as mulheres que eu conheço amam e pedem uma boa chupada, o que tem por aí é uns moços ’13′ que não são chegados na coisa não ahahahah

      • Grandes Filmes October 31, 2011 at 23:52 - Reply

        A melhor resposta até agora!
        “Voçê” se superou.

    • Mariana October 30, 2011 at 19:31 - Reply

      Como perder a credibilidade com uma palavra: ‘voçê”.

      • Helena October 30, 2011 at 20:24 - Reply

        Aprende a escrever, seu idiota!!!!

        • Afrodite October 31, 2011 at 10:55 -

          Eu ia fazer um comentário sobre isso,mas já fui bem representada pelas amigas acima!
          rs…rs…
          Eu chamaria essa pobre besta de ‘imbecil’!

        • Rodrigo October 31, 2011 at 14:08 -

          Não, “imbeçil”

    • Vulcânica October 30, 2011 at 20:14 - Reply

      AAAAAAA inveja é uma merdaaaaaaaaa

      hehehehe

    • Fernanda October 30, 2011 at 20:29 - Reply

      E vc, deveria dizer o que pensa com o português correto ok ? Deve ser corno…

      • Mariana M. October 31, 2011 at 07:01 - Reply

        Que circo!
        Uma pessoa que escreve ” voçê” deve ser realmente muito interada, com muitos conhecimentos e inteligência suficiente para criticar a vida alheia.
        Parabéns!
        Porém, antes de acessar blogs que falam sobre sexo, poderia pesquisar na internet cursos de português.

        • joana October 31, 2011 at 18:24 -

          coitado , é analfabeto….

    • Rafael October 30, 2011 at 23:53 - Reply

      Coloquei no tradutor do Google mas o idioma não foi identificado. Tem como escrever novamente?

    • Fabio Kaczmarski de Freitas October 31, 2011 at 23:32 - Reply

      Gente, eu aposto que conheço esse cara!
      E o pior, o cara é um gay na gaveta. Assuma-se amigo! E seja feliz!
      Agora deixe de viadagem no blog alheia seu porco de outra galáxia.

    • Fabio Kaczmarski de Freitas October 31, 2011 at 23:37 - Reply

      Você não diz o que pensa amigão gavetão. Você defeca pela boca e suja o teclado com os dedos!

    • Lígia November 4, 2011 at 10:32 - Reply

      Retaliação bombando aqui! Ri muito!

      Na época da minha mãe, a mulherada fazia sexo anal pra casar virgem!
      Aí o machão que faz esse tipo de comentário devia ficar todo orgulhoso de desvirginar a donzela! rss
      Já diziam os sábios: Buceta não tem roleta! Cada um cuida da sua!

  20. Rê_Ayla October 30, 2011 at 18:27 - Reply

    Falaram de vc no jornal Correio Braziliense de hj tb, no suplemento Revista do Correio (matéria sobre sexo casual)

  21. in8 October 30, 2011 at 18:39 - Reply

    ahauahuaa acho muito divertido esse ódio sem sentido de certas pessoas…

    Tem bastante disso aqui né letícia?

    • Letícia F. October 30, 2011 at 18:44 - Reply

      Pra cacete. Todo dia. Eu só publico alguns.

  22. Cyntya Duarte October 30, 2011 at 18:58 - Reply

    Menina, adorei a matéria e o seu blog!
    Ganhou uma fã.

    bjos

  23. Jeannette October 30, 2011 at 19:18 - Reply

    Aí,Lê,mandou bem! Parabéns para vocês,ótima entrevista.bjs.

  24. Lala October 30, 2011 at 19:40 - Reply

    Oi Letícia! Puxa,legal mesmo a entrevista.Como alguém disse por aí,jornalista sério é outra história.Achei a reportagem esclarecedora,madura,sem essas frecuras de “nossa,ela fala de sexo,oh!”. Muito legal essa sua iniciativa.Conheci o blog hj,mas em poucos posts pude ver que não se trata só disso,da sua vida sexual,vc presta um serviço muito legal de ajuda pras pessoas.Isso é importante,na medida em que acredito que a ignorância e o preconceito das pessoas contribuem muito para a disseminação das doenças.Se tudo mundo pudesse se esclarecer,se informar mais,além de mais saudáveis,poderíamos ser mais felizes tb.Mais uma vez,parabéns! Absurdos esses xingamentos,cheguei a ficar constrangida lendo alguns.É duro,mas ignore,só isso.

  25. Suzana October 30, 2011 at 19:55 - Reply

    Lê, quando abri a Revista hoje, fiquei surpresa em ver uma matéria sobre vc! Acho que é um bom sinal, afinal é uma revista de um jornal tradicional, quem sabe o mundo está mudando para melhor, menos intolerancia…adorei a matéria! bjo

  26. Vulcânica October 30, 2011 at 20:13 - Reply

    Oi Lê, te leio todo dia desde agosto,comento quase nada,mas fiquei feliz pela reportagem, algo sério,bacana e com todo o respeito que vc merece, te admiro muito, quiserá ter a tua coragem quando eu tinha tua idade.
    Ps: quero um vestido de petipoá amarelo tb….kkkkkkkkkk

    beijos

  27. Helena October 30, 2011 at 20:23 - Reply

    Fiquei surpresa quando abri a revista e vi uma reportagem sobre você. Adorei a maneira respeitosa que te trataram, não foi como alguns ogros que fizeram matérias a seu respeito… Parabéns ao Jornal O Globo e ao repórter!!!

  28. Cris October 30, 2011 at 21:44 - Reply

    Oi Leticia,
    Acho que aqui tá melhor de ler, apesar do título estar diferente, o conteúdo tá igual né? http://oglobo.globo.com/vivermelhor/mulher/mat/2011/10/30/homens-falam-mais-do-que-fazem-conta-blogueira-com-meta-de-transar-com-50-parceiros-em-um-ano-925700585.asp?nstrack=sid:10245235|met:300|cat:0|order:4

  29. Purpy October 30, 2011 at 21:45 - Reply

    Vi a sua matéria na Revista hoje e confesso: meu primeiro comentário foi “Olha isso, que absurdo, amor!”
    Sou feminista, sim. Mas isso não significa que estou imune a reproduzir o machismo, e o faço, já o fiz, muitas vezes. Isso não me traz nenhum bem. Na verdade, somente colabora para as amarras que essa ideologia põe em volta de mim. Mas fui educada assim, vejo o machismo o tempo todo (seja na Tv, seja em casa, seja na rua, seja no sexo), lido com ele cotidianamente e nem sempre consigo percebê-lo.
    Uma das minhas maiores alegrias foi conhecer o que era machismo, compreender que TODOS OS HOMENS são machistas, e que a luta contra o machismo no dia-a-dia é a melhor qualidade num companheiro.
    Não estou querendo ser intransigente. Digo que todos são, assim como nós, mulheres, fomos educadas para nos submetermos a isso, porque a sociedade é assim. Não significa que vá ser para sempre, mas não podemos nos enganar. Alertar um amigo, um namorado, um companheiro no “Olha só, isso aqui que você disse me fez me sentir oprimida” não é loucura, é zelo por nossa própria existência, e a vontade de um dia poder existir livremente.

    Mas toda essa volta para dizer algumas coisas… Primeiro, é, desculpas! Terminei de ler a matéria na Revista dizendo “Vou procurar esse blog quando chegar em casa sim ou sim!” se isso te faz sentir melhor. E fiquei cho-ca-da (pasmei mesmo) quando vi todo o arranca-rabo que rolou com o Manual do Cafajeste. Fui parar naquele blog não tem muito tempo, quando decidi que tinha uma internet por algum motivo, e não ia ficar sofrendo dúvidas na cama só porque não me sinto à vontade pra conversar sobre tudo com os homens que transo. Não vou reavivar discussões já terminadas, mas acho que você já deve estar mais que acostumada em ser vista como puta (o que pra mim, não é xingamento em lugar nenhum) ou coisas muito piores.
    É que choca. Não choca só o falar. Falar de sexo já choca muito. Quantas vezes eu, entre as minhas amigas mesmo, com quem tenho muita intimidade e confiança, já falei coisas e fui prontamente repreendida por elas? É que sexo não é só tabu. É um bicho de sete cabeças que vergonha e se você não tomar cuidado, te humilha na escola, no trabalho, na família, etc.
    Mas o que choca mesmo, acho que é o que mais causa até raiva de você, e conseguir gostar de fazer sexo. É só olhar pros modelos de sexo por aí. No pornô mesmo. Aquilo lá é coisa pra mulher gostar? Aí a gente fica surpreso, né. Quem só sabe fazer esse pornô humilhante nunca que vai conseguir entender como uma mulher pode gostar de sexo. (Mas não sabem o que é sexo, então…)
    Bom, pra não escrever uma tese de doutorado, vou fechar fazendo um pedido. Não li o blog inteiro, to ainda nesse processo, mas queria que (se possível) você escrevesse alguma coisa sobre Garganta Profunda. Acho um tema tenso pra mim na cama, e (por motivos compreensíveis) muito difícil de rolar fora dela. Tenho curiosidade, quero explorar minhas capacidades e não só pra agradar, mas pra saber se posso sentir prazer dando prazer (gosto disso em muitos aspectos, será que a GP não pode ser mais um jeito?)… Enfim, se você tiver alguma experiência, ou abrir a porta pras suas leitoras falarem também, isso ajuda. Porque bem, procurar na internet pode sempre levar a gente até um Cafa… E aí… (Brincadeirinha).
    Enfim, só uma sugestão (curiosidade) minha mesmo.
    E outro tema que dá uma bíblia (maior que esse meu comentário de um km e meio) é o orgasmo e a gozada feminina. Adoreeeeeeei o post sobre o assunto. Sempre bom ouvir de quem JÁ VIVEU, e não quem viu um monte de vídeos.

    Então, é isso. Se eu usar mais uma palavra de conclusão nunca mais acabo de falar.

    Parabéns pelo blog! Adorei!

  30. Pati October 30, 2011 at 21:51 - Reply

    Letícia,
    A reportagem está belíssima!
    Como você merece.
    Beijo.

  31. Garota de Várias Faces October 30, 2011 at 22:33 - Reply

    Letícia, eu conheci o seu blog através do Manual do Cafajeste, há alguns tempos atrás…sou leitora assídua do blog dele, porém, mesmo sem conhecer o seu blog odiei a atitulde machista dele ao criticar o seu blog, e ainda mais que isso, a sua forma de viver, que é SUA forma de viver. Hoje o blog do mauricinho tá em decadência e o seu na Revista O Globo, parabéns, por ter a coragem de quebrar imagens, engolir críticas e reconstruir conceitos. Sabe aquela velha história de que as pessoas só jogam pedra em árvores que dão frutos, pois bem, hoje você colhe tais frutos. Parabéns!

    Garota de Várias Faces
    acho que você iria gosta de ler o meu blog, que em alguns aspectos é até parecido com o seu…
    diariodagarotadevariafaces.blogspot.com

  32. tete October 30, 2011 at 23:04 - Reply

    Reportagem excelente…. outro nivel de reporter.. MUITO BOM MESMO.. parabens Le!

  33. ZECA October 30, 2011 at 23:29 - Reply

    Estamos em quantos parceiros meu amor!!!!!!!!!!!!!!!
    Bjs Zeca

  34. Tatá October 30, 2011 at 23:58 - Reply

    Oi,td bem?
    Já tinha escutado rumores sobre o seu blog,mas sempre esquecia d entrar,hj li sobre ele na Revista do Globo,e aqui estou,me deliciando e me identificando algumas histórias….Só qria t agradecer por tomar a iniciativa d quebrar esse tabu tão ridículo em q transformaram a sexualidade feminina.Gostar d sexo não é vergonha nenhuma,afinal,se não fosse bom ngm fazia,né?
    Parabéns pelo blog!
    Bjo!

  35. docinho October 31, 2011 at 00:49 - Reply

    leio e curto, pois para mim não existem verdades absolutas. Parabéns

  36. CARMINHA October 31, 2011 at 08:19 - Reply

    ÓTIMA MATÉRIA !!! realmente a forma que vc verbalisa o sexo é muito bacana pra nós mulheres, visto que ainda existe um enorme preconceito e tabu em mulheres quererem ser bem comidas, impressionante como a sociedade só visa o bem estar sexual masculino e as mulheres que fiquem infelizes…quem liga ? te adoro Letícia e gostaria que a nova geração pensasse como vc !!!

  37. Helena October 31, 2011 at 08:30 - Reply

    Ah! Quando é jornalismo de verdade, aí sim, vira uma matéria com gosto para leitura!
    Muito bom!

  38. Paulo Eduardo October 31, 2011 at 09:32 - Reply

    “O sucesso provoca uma grande ansiedade”, S. Freud tratando neuroses de um de seus pacientes em 1915. Jornal, escritos, indagações… a calidez está na mesa. Sou assim, lanço mão de sofismas e outros para tratar a massa ignara. Porém, com biscoitos finos. Sempre. Parabéns.

  39. Afrodite October 31, 2011 at 10:27 - Reply

    Adorei a matéria e vim te visitar por conta da mesma!Acabei fazendo um post sobre a entrevista contigo e já linkei o teu blog pra que venha te conhecer!
    Parabéns pela atitude!
    Quem dera todas as pessoas se importassem mais com a própria vida e menos com a alheia!
    Beijo
    Afrodite

  40. Afrodite October 31, 2011 at 10:28 - Reply

    Passa lá se quiser pra dar uma olhada:

    http://confissoesdeamante.blogspot.com/

    Beijo!

  41. Noh October 31, 2011 at 10:47 - Reply

    Bom dia
    Li e gostei demais, como feliz vendo uma reportagem e/ou entrevista sendo feita com respeito e ética. É sempre bom saber mais de você Moça Bonita, ainda mais em veiculos tão bem escritos.
    Um viva aos jornalistas que mantêm a ética e o respeito sempre em dia.

    Besos

  42. Newton October 31, 2011 at 12:17 - Reply

    Olá,

    Descobri o seu site por meio da Revista dO Globo, li alguns posts e o que mais me marcou foi o “Sua gorda”. Muito bom!

    Por uma curiosa coincidência, neste final de semana a minha filha de 3 anos 9 meses comentou pela primeira vez que eu e a minha esposa somos gordos e esta coincidência acabou virando um post no meu blog.

    http://npessoa.blogspot.com/2011/10/gordos-morbida-semelhanca.html

    Ah, eu não escrevo tão bem quanto você, viu?

  43. Sofia October 31, 2011 at 14:35 - Reply

    Leticia,

    Parabéns pelo seu blog! Conheci ontem através de uma reportagem. Gostei muito mesmo!! E você acaba de ganhar mais uma fã!
    Beijos.

  44. Thiago October 31, 2011 at 17:02 - Reply

    Descobri seu site hoje! Como pude? Vou devorá-lo. Como faço pra entrar na lista dos 100? rsrs Parabéns pela iniciativa. bs

  45. paullo October 31, 2011 at 17:27 - Reply

    só a parte “ela só transa de camisinha” q ficou um pouco inconsistente com o q é dito aqui no blog.

    Salvo engano, vc diz não gostar de oral com camisinha, e sempre recebeu oral sem nenhum tipo de proteção – já foi dito algo sobre papel filme ou camisinha aberta sobre a vagina – nem rola! hahahaha!

    Acho q deveria ter sido mais claro nesse ponto.

    • Letícia F. October 31, 2011 at 17:38 - Reply

      sempre há o que se reclamar, né? impressionante.

      • Tita October 31, 2011 at 20:24 - Reply

        Meu bem, pra quem quer defeito, o copo tá sempre meio vazio..

      • paullo November 1, 2011 at 15:39 - Reply

        Sempre, sempre. Ficou longe da perfeição, como tudo, aliás. ;)

  46. PH October 31, 2011 at 21:07 - Reply

    Gostei do blog.
    Conheci ele na materia da revista que (como por milagre) chegou aqui no meu trabalho… Li rapidinho antes de ir para meu posto de trabalho e anotei mentalmente (Dar uma olhada neste treco)… Incrivelmente lembrei e olhei… Achei bem legal… Mas ainda o fato do blog mei que estar funcionando como um espaço de diálogo. Sou estudante de filosofia e achei interessante isso… Para ser (muito) breve, acho que isso ilustra (MUITO BEM) a necessidade de espaços de diálogo franco… ;-) ))

    De qualquer forma, bem legal o espaço. Tomara que se desdobre e progrida.

    Paz.

  47. Bruna October 31, 2011 at 21:43 - Reply

    Muito legal a reportagem!
    Na minha opinião, a melhor que fizeram sobre o blog até agora!

    Sucesso, Le!

    Beijos!

  48. Cakes October 31, 2011 at 21:46 - Reply

    Finalmente uma reportagem digna de vc, Letícia! Parabens, achei excelente!!!
    PS – mas não to conseguindo parar de rir… vergonha alheia do “voçê”….. kkkkkk…. e absolutamente sensacional a resposta de alguem “imbeçil”…..

  49. Fabio Kaczmarski de Freitas October 31, 2011 at 23:24 - Reply

    Lí a reportagem e gostei!
    Lendo estes cometários acima, notei um que dizia em letras maísculas “TODOS OS HOMENS SÃO MACHISTAS” e fiquei precupado. E os que não são machistas, são o quê moça?
    Pimentinha, permita-me uma breve colocação sobre ” Que diferença da Mulher, o Homem tem” para expor que nem todos os homens são machistas e de onde vem está estória:
    http://oultimoquesairfecheaporta.blogspot.com/2011/10/que-diferenca-da-mulher-o-homem-tem.html
    Beijos linda!
    Você está devendo um café! Quem sabe em Montreal?

    Fabio Kaczmarski de Freitas

    • Sil November 2, 2011 at 12:01 - Reply

      concordo, Fabio!
      #LeticiaFernandesemMontreal !!!!
      Leticia, parabéns pela matéria! Finalmente um jornalista digno do título! Foi uma matéria explicativa e imparcial, como deve ser! :-)

  50. Grandes Filmes October 31, 2011 at 23:49 - Reply

    Também cheguei pela matéria do O Globo.
    Muito legal o teu site, e muito corajoso, também.
    Já assinei o feed.
    Boa sorte na sua empreitada. Mesmo que você não atinja o objetivo, tenho certeza de que no seu caso só o esforço já será recompensador…
    =D

  51. Aline October 31, 2011 at 23:52 - Reply

    Oi, Letícia!
    Não conhecia seu blog até quase neste momento. Acabei de ver no O Globo a reportagem que fizeram com e sobre você. Bacana. Sabe, me surpreendi. Acho muita coragem a sua vir num blog e falar abertamente sobre a sua vida sexual. Sexo todo mundo fala, finge que entende. Você fala sobre você mesma e suas experiências. Parabéns.
    Pra ser sincera, não faria esse tipo de coisa de traçar uma meta de quantos homens transar, mas o que quero dizer é que você está certa em fazer uma coisa de que gosta. Gostar de sexo é um tabu para as mulheres, sim, você tem razão. Existem muitas mulheres que gostam de transar só pela vontade mesmo, assim como os homens fazem há séculos e séculos. Acho que não preciso dizer isso pra você, mas espero que esteja preparada mesmo pra receber a onda de mensagens xiitas, machistas, ortodoxas, invejosas etc. etc.

  52. Patrícia November 1, 2011 at 00:05 - Reply

    Eu não sei se o problema é meu, mas eu acho que falta aí a parte dois! Estão na verdade as partes 1 e 3 da entrevista.. But so far, so good! :D

  53. Jonas November 1, 2011 at 00:44 - Reply

    Olá, primeiramente peço desculpas pelo comentário totalmente fora do contexto do post, o que eu sei poderia ter sido evitado, etc.

    Secundariamente, deixo meus parabéns pela sua coragem em abrir um blog e escrever muita coisa que as pessoas precisam realmente ler, mas que não tem quem as escreva.

    Bom, vamos ao que supostamente realmente interessa, ao menos pra mim.

    Creio que você vá poder me ajudar, como ser humano principalmente.

    É o seguinte:

    Tive poucas relaçôes de fato com mulheres, o que de certa forma, me deixa meio inseguro. Por motivo dessa insegurança, eu simplesmente gelo quando eventualmente estou com uma.
    Um pouco de medo de não fazer direito, um pouco de não agradar mesmo que faça direito, em fim. Já pensei em procurar ajuda de urologistas, sexologistas, e porque não, prostitutas.
    No entanto, não sei o que realmente devo fazer, e a quem realmente procurar.
    Portanto, gostaria de humildimente pedir a sua ajuda a esse respeito, até porquê na minha situação atual está inssuportável conviver com tudo isso.

    Seja por meio de um opst, por meio doTwitter onde já te sigo, por meio de e-mail, tanto faz.

    Conto com você.

    Sem mais, e obrigado por aguentar um simples comentário tão alongado.

  54. comprometida November 1, 2011 at 00:52 - Reply

    Conheci seu blog através da reportagem e achei muito legal.Estava lendo postagens anteriores e me divertindo muito, principalmente porque falam de sexo mas sem baixarias.Parabéns!

  55. Caio César November 1, 2011 at 06:22 - Reply

    achei a ideia excelente , queria que muitas mulheres fossem como você , tão decididas ! acho que toda mulher tem o direito de transar bastante , é de cada um . com certeza , você é um tipo de pessoa que eu gostaria de ter como amigo , tenho 16 anos e acho que a maioria das meninas que conheço não sabem nada de sexo . não te dar uma cantada , até porque só tenho 16 anos , e tenho certeza de que você não se interessaria , mas adorei você e espero que tenho muuuito sucesso ! :)

  56. Nah November 1, 2011 at 09:55 - Reply

    Adorei a reportagem Letícia, muito boa!!!

    O problema é que sempre que leio um texto sobre você, me dá vontade de saber mais!! Kkkkkkk… Normal né, sem dúvida você é uma pessoa interessante e bastante inteligente e me identifico com muito do que você escreve ( e discordo de algumas coisas também =D).

    Logo eu que tenho um círculo de amizades mega restrito e íntimo, me vejo aqui compartilhando coisas que ninguém mais sabe!!! Ainda tô me acostumando com essa interação “sem rostos”. rsrsrs…

    um grande xero
    ; *

  57. Vanessa November 1, 2011 at 10:25 - Reply

    Odeio as páginas bloqueadas aqui do trabalho que não me permitem ler a reportagem por meio dos seus links :( mass, vi o link de um comentário e já vou ler :D

    De qualquer forma, parabéns desde já ;)

  58. Heloísa November 1, 2011 at 16:31 - Reply

    Letícia conheci seu blog só hoje, de cara já li quase todos os posts, antes de tudo queria te elogiar pela espontaneidade. Adorei tudo que li, mas não consegui encontrar a sua “lista” dos vinte e poucos homens que você já saiu. Gostaria de ler esses relatos também, desculpe se sou a única, mas fui em todas as páginas de posts e nenhuma encontrei sua contagem :/
    beijos, e boa sorte na ‘missão’ hahahah :*

    • Letícia F. November 1, 2011 at 17:26 - Reply

      Heloísa, as histórias não estão mais online.

      Beijo

      • Madame November 1, 2011 at 19:03 - Reply

        Eu ia comentar mesmo que a matéria não menciona o fato do blog não ser mais sobre 100 ou 50 homens..Daí quem não conhece querer encontrar as histórias pra ler..

        No mais, a ilustração está uma graça – mas tb se refere a ” contagem”.

        O espaço que ganhou, excelente! Acho que vai bombar ainda mais!

      • Heloisa November 1, 2011 at 23:16 - Reply

        uhm tá.. achei que estavam, desculpa! hahahaha mas então parabéns pelo blog! :)

        beeijo

  59. Javert November 1, 2011 at 18:54 - Reply

    Olá ,

    Parabéns pela matéria .
    Pouco a pouco , pelos posts e pelas entrevistas que você concede , uma imagem vai se montando, de mulher inteligente, de atitude, aberta a questionamentos e discussões , que sabe abordar temas para alguns espinhosos.
    Pessoa que vale a pena conhecer.

    Abs

  60. Lúcia November 2, 2011 at 15:39 - Reply

    Letícia, antes de mais nada, tomei conhecimento de você através da pior forma possível que foi pelo Vlog do Fernando. CARAMBA! Como pode uma mulher querer transar com cem homens em um ano? Pois é, ainda tenho alguns preconceitos. A minha sorte é que, tirando pedofilia e estupro, eu sou super gente fina com qualquer tara que você puder imaginar, só que, casada com um homem há quase 30 anos e fiel a ele por todo esse período, às vezes me assusto. Ainda bem que esse meu susto dura poucos segundos.

    Pois bem, um amigo meu me enviou uma coluna escrita por não sei quem fazendo exatamente a sua defesa e resolvi conhecer a sua página.

    Fiquei deslumbrada e até mesmo um pouco decepcionada, visto que imaginei que fosse conhecer uma vadia devassa no mau sentido e conheci uma super devassa no melhor dos sentidos.

    Confesso que, de tudo que li até agora no seu blog, gostei demais de você. A matéria que saiu no Globo mais ainda me impressionou e por essa razão me senti entusiasmada para também criar um blog que seria um pouco diferente do seu. Seria algo do tipo “cem taras com um homem”. Logicamente não seria baixa de usar esse nome, é apenas para dar exemplo.

    Só que tenho um grande problema: não sei criar blog e as pessoas que eu conheço que fazem esse serviço, eu não poderia lançar mão de forma alguma, visto que as minhas histórias são muito barra pesadas para o politicamente correto.Além disso sou uma jovem senhora e avó.

    Por essa razão, gostaria do seu auxílio para me informar um profissional que pudesse fazer isso por mim . Não quero nada de excepcional, apenas uma página bonitinha como a sua, a possibilidade de comentários e fim de papo.

    Ao invés do seus demais leitores, não gostaria que esse meu comentário fosse publicado. Se puder entre em contato comigo através do email que eu informei. Bom, vai dar para perceber que o meu nome não é Lúcia, mas assim me sentirei mais a vontade.

    Caso você me retorne e tenha interesse em se tornar uma amiga virtual que possa me ajudar, aí abrirei a guarda.

    Beijos carinhosos aguardando o seu retorno

  61. A November 3, 2011 at 20:26 - Reply

    Adorei seu blog, sua forma divertida de falar, sua confiança, suas histórias… acabou de ganhar uma leitora!
    Mas to horrorizada com a inveja e a mente pequena alheias. Gente, me amarrota que eu to passada! Como tem gente mal amada nesse mundo!
    Não sei como você aguenta esse povo… meu respeito e meus parabéns!!!
    Beijos.

  62. Denise Kunelli July 25, 2012 at 17:11 - Reply

    Infelizmente, o mundo é cheio de idiotas e preconceitos, admiro suas escolhas, respeito seu estilo de vida, que reflete uma pessoa inteligente e de livre pensamento sem se dobrar às expectativas do machismo. Que bom que vc está vivendo um relacionamento com alguém à altura, por entender seu blog.

    • Letícia F. July 25, 2012 at 14:17 - Reply

      Denise, essa reportagem é do ano passado.

  63. Fernanda July 25, 2012 at 15:06 - Reply

    Gostei muito de ler, mesmo se eu não conhecesse o blog tenho certeza que ia começar a ler depois de ter lido a matéria. Muito bem escrita, divertida. Parabéns!

    • Letícia F. July 25, 2012 at 15:08 - Reply

      O Gilberto é um amor.

  64. Ana Valencio Do Pombal July 25, 2012 at 18:35 - Reply

    parabéns hein, mto maneiro!

  65. Ludmila Barros July 25, 2012 at 19:05 - Reply

    Aprendam, jornalistas.

  66. Bruno Pavan July 25, 2012 at 19:18 - Reply

    Muito boa a matéria. Parabéns ao Gilberto e a você. Não se preocupe demais com críticas. As vezes são só trolls que querem desestabilizar. Visito seu blog diariamente e acho que todos os homens deveriam fazer o mesmo. Para tirar mulheres do pedestal (acho que ninguém tem que estar no pedestal, só faz mal). Mulheres são seres humanos que gostam de sexo com compromisso e sem compromisso também. É isso ae, força nessa caminhada!

  67. Bruno Pavan July 25, 2012 at 21:31 - Reply

    Letícia, queria que você comentasse sobre a Friend Zone. É um assunto que assusta homens e mulheres. Se já comentou, desculpe…

    • Letícia F. July 25, 2012 at 19:20 - Reply

      Bruno, acho que isso já foi tratado, inclusive pelos meninos. Vou catar os links

  68. Pedro September 6, 2012 at 19:57 - Reply

    esse blog dá um novo sentido à expressão “attention whore”

    • Letícia F. September 16, 2012 at 17:19 - Reply

      Sou só whore mesmo, gato.

Comente »